Olívia Matar

Sou uma mulher itinerante, tentando encontrar meu lugar no mundo através da experiência do momento presente. Com formação em Psicologia e Psicanálise, sempre entendi que o desejo é o que move o ser humano e, em busca do meu, encontrei a fotografia, que me ofereceu sua companhia nessa jornada, afinal, “todo retrato é também um auto retrato” (Marcio Scavone). Assim, a fotografia me impele à exploração da vida ao capturar os instantes. Esses momentos para mim são simples e especiais, pois representam fragmentos do tempo que passa correndo por nós. A fotografia nos lembra de como são efêmeros, ao mesmo tempo em que os torna eternos. Paisagens, costumes, culturas, lugares novos e principalmente pessoas são meus melhores motivos para sacar a câmera. Meu propósito é oferecer retratos de momentos que não deveriam passar despercebidos.